Cultura e Património

Hoje estou a descobrir o ambiente da famosa segunda-feira de Saint Louis, a grande festa da cidade de Sète. É segunda-feira! O último dia do Dia de St. Louis, que começou na quinta-feira. Um fim-de-semana muito cheio para mim. Entre os diferentes desfiles onde estão representados todos os distritos, o famoso torneio de bola quadrada, a homenagem aos trabalhadores dos caminhos-de-ferro e o concerto no teatro do mar. Acabamos esta festa com o torneio de pesos pesados! Encontramo-nos de manhã com os nossos amigos na praça da Câmara Municipal, ou como os habitantes de Sète lhe chamam, "Place du Poufre "*. Esperamos pelo famoso macarrão! Jogadores e sétois.e.s comem este prato para ocasiões especiais ou aos domingos com a família, mas especialmente antes dos torneios...
Em Sète, há muitas praias, a de Valéry, Brassens, Varda... mas também há uma vida para além da praia. Uma vida de baraquette, no Mont Saint-Clair. Uma vida cheia de cultura, com a Chapelle du Quartier Haut, o MIAM e o Espaço Brassens. Um cultura também com bastante vida, desde o bairro dos pescadores de Pointe-Courte aos Halles centrales, onde podemos provar as tielles ou o marisco, e ver o regresso dos arrastões ao porto. Também existe uma cultura noturna, com o encantamento dos canais durante a noite ou o Théâtre de la Mer e as suas peças de teatro magníficas. Mais do que umas vistas, uma visão...  
O arquipélago de Thau, um circuito de espaço e tempo.  Todas as eras são encontradas e misturadas no arquipélago de Thau: a Idade Média e a arte barroca, com a Abadia de Valmagne de Villeveyrac ou a Abadia de Saint Félix de Montceau de Gigean, os jardins circulantes de Balaruc-le-Vieux, os séculos Gallo-Romano, com a Villa Loupian e os seus mosaicos do século II, o Grande Siècle, com o Canal du Midi, ou o século XVII, com o farol de Saint-Louis, que trona no final do cais de Sète...
Com vontade de estar tranquilo, de se envolver completamente no património marítimo de Sète? Aproveite o ar puro Assim que chegamos a Sète, sentimo-lo: o mar. Comece pelo Canal Royal. Aqui está, surpresa! Os atuneiros e arrastões estão atracados no meio da cidade, em frente aos restaurantes e aos edifícios do século XIX. Uma imagem que resume bem a cidade. E tenho uma boa notícia, pode visitar um deles: o Louis Nocca. Os seus filhos vão adorar o aquário, o camarote do comandante e descer nos espaços de máquinas. Siga para o cais de Consigne, repare bem no que está à sua volta porque há sempre algo a ver: o vai e vem dos navios de pesca, os barquinhos coloridos, a lota à frente dos pescadores enquanto estes compõem as suas redes. Passeie no dique Saint-...
Em Sète, um estilo de vida ao ritmo dos locais com um gosto requintado. Venha fazer uma escapadinha única, intemporal.  Ser chique é apenas ter a ousadia de desfrutar! Marcada pela poesia e pela beleza, Sète desvenda o seu passado com uma decoração elegante. Os seus canais no centro da cidade demonstram a incrível epopeia do Canal do Midi e sua notável história no comércio do vinho. Irá perceber muito rapidamente porque é que também é conhecida como  “a pequena Veneza do Languedoc” enquanto a descobre num táxi aquático do estilo de Veneza no Canal Royal.   Durante a sua passagem pelas diferentes pontes, sente-se o cheiro do perfume de Itália. É uma cidade que têm inspirado vários artistas como Paul Valéry, Georges Brassens, Hervé Di Rosa, Ag...