A História de Sète


A história de Sète em breves palavras…
 

Os primeiros vestígios humanos em Sète datam do final da Idade do Bronze, mais precisamente, do final da 2ª e 3ª Idade do Bronze  (1100-800 a.c.).

Actualmente, estes vestígios, descobertos em 1973, encontram-se dois metros abaixo do nível das águas na Bacia de Thau, em frente ao bairro de Barrou.
Os vestígios deste habitat podem ser encontrados já nos mapas do século XVIII.

Sabe-se que esta zona foi ainda habitada após a conquista da Gália do sul pelo Império Romano. Etapa comercial para as civilizações mediterrânicas como a Sicília, a Itália e a Grécia, a montanha de Sète constituía um ponto de referência geográfico.

Um porto de abrigo para os navegadores desde a Antiguidade, esta colina foi sempre um local muito popular até à construção do porto e da cidade, no século XVII.

Até ao final do século XVII, a colina era pouco povoada e quase deserta. Os seus únicos visitantes eram uns quantos pescadores de aldeias vizinhas que vinham pescar nas margens da lagoa de Thau. O actual Monte St. Clair era igualmente o refúgio de corsários e de piratas, entre eles o famoso Barba-Ruiva.

A partir do século XVIII, a colina é, pouco a pouco, ocupada por pequenas construções semelhantes a cabanas, construídas com pedras secas, denominadas “baraquettes”. Tradicionalmente, ao Domingo, as famílias subiam a montanha para passar o dia. A longo dos anos, as “baraquettes” tornaram-se verdadeiras instituições, tendo os seus rituais e tradições passado a fazer parte da vida familiar do povo de Sète.
 

Tornou-se evidente que a construção de um novo porto era vital por razões militares e económicas. Se o Languedoc devia exportar produts, deveria ter um porto comercial. A 23 de Julho de 1596, Henrique IV aprovou oficialmente o projecto mas, por razões diversas, este nunca viu a luz do dia.

Sob o reinado de Luís XIV e por iniciativa do seu Ministro Colbert, começaram a ser colocadas as primeiras pedras do quebra-mar bem como teve início a escavação da praia para ligar o mar à lagoa a 29 de Julho de 1666. A data é agora associada à fundação de Sète.


As primeiras pedras foram colocadas para construçã do primeiro quebra-mar, aumentado e prolongado no século XVIII. A população das cidades adjacentes Bouzigues, Mèze, Frontignan e Marseillan vieram trabalhar em Sète. Pouco a pouco, a vida da cidade organizara-se para as necessidades primárias, com a criação de diversos comércios. E assim nasceu uma verdadeira cidade.

 

Share :